Junho: o mês de de Santo Antônio, São João e São Pedro

Junho: o mês de de Santo Antônio, São João e São Pedro

11 de junho de 2019 0 Por PORTAL ACI

O mês de junho é conhecido, popularmente, pelas tradicionais festas juninas que têm início no dia 12, véspera da festa de Santo Antônio e se encerra no dia 29, quando celebramos o dia de São Pedro e São Paulo.

No próximo dia dia 13, celebraremos o dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro. no dia 24, vamos comemorar o dia de São João.

Como parte da cultura brasileira,  é comum, durante este mês, que  as famílias, comunidades e órgãos públicos municipais preparem grandes festas com danças e comidas típicas. O ponto alto das comemorações juninas acontece entre os dias 23 e 24 de junho, quando é comemorada a Festa de São João, santo popularmente conhecido nas músicas de quadrilha.

Além de toda a parte cultural que envolve essas festas, é importantes que os cristãos celebrem, com alegria, o dia destes santos, pois, segundo o diácono Nelsinho Corrêa, as tradições juninas devem ser celebradas como uma festa santa.

“É bom lembrar que a origem da festa junina é fruto de uma devoção popular, porque há muitas coisas que o povo traz como raiz e isso vai se perpetuando”, disse o diácono.

Diácono Nelsinho já participou das tradicionais festas de São João, na região nordeste do Brasil, as quais atraem milhares de pessoas neste período do ano. Ele contou que é muito bonito ver os festivais de quadrilhas, um grande espetáculo da cultura brasileira.

“A característica da festa junina é a alegria do povo, já que é pai, mãe, tio, primo e amigos dançando. O que vejo nessas festas do Nordeste é a alegria do povo. É muito bonito ver isso”, contou o missionário.

Segundo ele, a Canção Nova também promove festas juninas durante este mês. Algo comum nestas comemorações é o tradicional casamento na roça, realizado durante a quadrilha. Mas, na comunidade católica, o ‘casamento na roça’ não é realizado, pois o matrimônio é algo sagrado.

“O padre Jonas Abib pede que as pessoas façam as festas, mas sem o casamento caipira, porque este sacramento já está tão desvalorizado e ridicularizado, que nós católicos devemos respeitar o matrimônio”, explicou diácono Nelsinho.

Portanto, fica esta dica do monsenhor Jonas Abib para as comunidades que estão organizando as festas juninas em sua paróquia.

Para animar o arraiá das comunidades cristãs, o Departamento de Audiovisuais da Canção Nova lançou o primeiro CD Festa Junina Católica, com muita evangelização e forró nordestino.

Comemore São João e São Pedro participando das festas juninas ou quermesses de sua cidade.