JMJ Lisboa 2022 irá promover o respeito pelo meio ambiente

JMJ Lisboa 2022 irá promover o respeito pelo meio ambiente

9 de julho de 2019 0 Por PORTAL ACI

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2022, que acontecerá em Lisboa, Portugal, já tem definido, além do local e tema, também aquilo que será “um marco” para este evento, isto é, o respeito pelo meio ambiente.

Em entrevista à Agência Ecclesia, do episcopado português, o Bispo auxiliar de Lisboa e coordenador-geral do Comité Organizador Local da JMJ 2022, Dom Américo Aguiar, expressou o desejo de que “a Jornada Mundial da Juventude seja ícone, seja uma referência, um marco para tudo aquilo que possa desenvolver e colocar ao serviço de todos” em relação “ao respeito pela ecologia”.

Desse modo, explicou que, para a JMJ Lisboa 2022, já estão trabalhando algumas possibilidades, como por exemplo, “naquilo que significam as bebidas” que serão consumidas pelos jovens.

“Nós queremos trabalhar, quer com as empresas de embalagens, quer com as empresas que produzem as bebidas, para que em agosto de 2022 possamos ter novidades para o mundo inteiro, aplicadas exatamente à Jornada Mundial da Juventude, sem plásticos”, indicou.

Além disso, contou que “a Santa Sé deseja e nós acolhemos esse propósito de, por exemplo, os eventos principais serem em um único espaço, para não duplicarmos gastos nem duplicarmos também ecologicamente mais peso àquilo que é a acolhida a todas as centenas de milhares de pessoas”.

Dom Américo Aguiar assinalou que “o Papa recolocou na agenda mundial midiática a questão do ambiente, com a Laudato si”, dando espaço e “coragem” para que “outros agentes pudessem retomar essa bandeira da luta pela defesa do ambiente”.

Também à Agência Ecclesia, em 22 de junho, Dom Américo já havia ressaltado esse caráter da Jornada, ao destacar o “grito profundo da juventude” no que diz respeito às mudanças climáticas.

“A questão ambiental, que estava tão esquecida, foi o próprio Papa que a colocou no ‘prime-time’ das preocupações mundiais. A juventude acolheu com muito carinho essa audiência e toma como sua essa mensagem, de cuidado pela casa comum”, declarou.

Nesse sentido, sublinhou que a JMJ Lisboa 2022 “terá de ser, obrigatoriamente, significativa e exemplar no que diz respeito ao cuidado pela casa comum e a sinais muito significativos, da parte dessas centenas de milhares de jovens”.